domingo, 20 de dezembro de 2015

Tchau, Arezzo! Talvez um dia eu compre sua marca de novo...

Depois de passar um certo tempo sem escrever, decidi vir bloggar um pouco pra falar da Arezzo. Resolvi fazer isso porque fiquei com a marca entalada na garganta desde o começo do ano, dei mais uma chance, mas como hoje o mesmo problema que tive se repetiu, achei que era hora de tornar público o caso.

Todos que me conhecem sabem que sou apaixonada por sapatos! Tenho muitos, não me orgulho disso, mas todos têm suas fraquezas e a minha é essa. E por ter muitos, acabo demorando um tempo para usar cada um deles. E percebi que a maioria dos sapatos que tenho hoje são quase todos da Arezzo,

No começo do ano, fui usar uma sandália que já tinha comprado há pelo menos dois ou três anos. Tinha usado a sandália umas duas vezes apenas. E qual não foi minha surpresa quando, ao chegar em casa depois de sair com a sandália, percebi que seu couro estava todo esfarelando, principalmente na parte interna das tiras que prendem no tornozelo. Além disso, outras partes da sandália lascaram. Ela ficou tão feia que joguei no lixo!

Tentei entrar em contato com a Arezzo via Facebook para tentar esclarecer o porquê disso ter acontecido, mas a página deles não permite envio de mensagens ou pelo menos não permitia quando entrei em fevereiro. Parti então para o SAC no site da Arezzo. Mandei um e-mail para o atendimento, tentei anexar as fotos da sandália danificada e não consegui. Disse no e-mail (tenho todos salvos, então posso provar o que estou escrevendo aqui) que sabia que a troca não seria possível, pois havia comprado a sandália há muito tempo, mas que gostaria de saber se eles podiam explicar o fato da minha sandália ter praticamente se desintegrado, pois eu já havia visto isso com marcas mais baratas, mas não com a Arezzo. 

A primeira resposta que recebi foi que o prazo máximo para troca já havia acabado, então que não poderia ser feita a troca, etc, etc. Eu respondi de volta agradecendo e dizendo que a troca não era minha intenção, já que eu estava ciente de que o prazo havia acabado, mas que gostaria de alguma orientação, se de repente poderia ter feito algo para conservar melhor o sapato (o que eu duvido, porque eu sou super cuidadosa com eles) e disse também que queria alertar a empresa sobre o ocorrido. 

A resposta seguinte foi praticamente um control C control V da anterior, dizendo para eu mandar a sandália para a loja analisar, juntamente com a NF, no prazo máximo de 90 dias após a compra. Quando li isso, fiquei muito brava! Porque eu já havia explicado tudo nos e-mails anteriores, disse que sabia que não podia trocar, que havia comprado faz tempo, etc, etc, o que me levou a responder o seguinte: "Bom dia M (nome do atendente)!Conforme eu já expliquei nos dois emails anteriores, a sandália foi comprada há 3 anos, não tem mais como trocar e nem é essa minha intenção. A intenção é apenas informar a empresa sobre o que aconteceu com meu sapato, já que é uma coisa atípica. Espero que dessa vez eu esteja sendo clara.  É uma contribuição como consumidora e não uma cobrança; Acharia bom se vocês lessem direito os emails que recebem e não respondessem de forma control C, control V, pois além de responder uma coisa completamente fora do que eu reportei nos meus emails, até meu nome você errou." (Sim, ele me chamou por outro nome no e-mail).

Adivinha se recebi alguma reposta? Além de não receber resposta alguma, recebi um e-mail dizendo que o servidor da Arezzo havia devolvido o meu e-mail porque o endereço era inválido. Nossa, que estranho, né?! Muito conveniente o servidor não enviar um e-mail que destacava a falta de atenção do atendimento deles, sendo que todos os outros foram entregues.

Resolvi respirar fundo e não levar isso adiante. Deixei para lá e considerei um caso apenas. Porém, ontem aconteceu de novo. Fui usar uma sandália que havia usado há algum tempo uma única vez, que comprei faz tempo também, e quando cheguei em casa, SURPRESA!!! Ela está esfarelando no mesmo local que a outra! 

Fiquei pensando no que fazer porque sei que não vai adiantar nada entrar em contato com o SAC da loja, pois vou ter o mesmo lixo de atendimento que tive antes e que só me deixou com a impressão de que a marca não dá a mínima para os consumidores. Por isso, resolvi colocar isso aqui no meu blog. E dizer também que vou pensar muito antes de comprar qualquer coisa dessa marca novamente, se comprar. Posso ser apenas uma consumidora e os responsáveis pela marca pensarem que não vou fazer falta alguma porque haverá ainda um monte de outras pessoas comprando. Porém, esse problema que tive pode ter ocorrido com muitas outras pessoas que não reclamaram, que deixaram para lá, por pensarem também que a marca vai continuar de vento em popa. 

Resolvi desconsiderar isso e deixar aqui minha má recomendação. Fica a cargo de cada um fazer a sua escolha. A minha já foi feita. Quero destacar que tive outros sapatos da Arezzo que duraram muito. Mas tenho medo de que os que ainda tenho acabem do mesmo jeito desses. Pra mim, não existe qualquer explicação plausível, a não ser má qualidade ou um controle de qualidade pobre. E abaixo, seguem as fotos das duas sandálias. A que começou a craquelar ontem talvez eu ainda consiga usar, mas a outra virou lixo mesmo!

Sandália que foi para o lixo:




A que craquelou ontem:






#Arezzo #maqualidade #sacfail

2 comentários:

Dayanne Chaves disse...

Cris,
Estive pesquisando sobre reclamações referentes à marca e encontrei seu blog. Aconteceu a mesmíssima coisa com duas sandálias minhas no final de 2015. Uma usei e após certo tempo, ao usar novamente, ela se esfarelou nas tiras e no solado. A outra nunca havia usado e quando fui usar esfarelou o solado. Obtive a mesma resposta: prazo de validade. Sempre gostei da marca e isso nunca havia acontecido. Só posso acreditar que a qualidade caiu bastante, pena que o preço não acompanhou a queda. Enfim... Compartilho o mesmo sentimento de revolta e decepção.

Cris Borges disse...

Oi Dayanne! Pois é! Obrigada por sua resposta! Eu sempre gostei muito da marca também e percebi que a maioria dos meus sapatos são deles. E tenho sapatos super antigos que ainda estão ótimos hoje em dia, mas os mais atuais têm se deteriorado rapidamente, o que me leva à mesma opinião que você: a qualidade caiu, mas o preço não. Lamentável!